Suspeito de agredir ex-namorada, amigos e a família dela é preso após descumprir medida protetiva

0
14

Além ter sido preso por agredir, perseguir e ameaçar a ex, o suspeito foi preso e após ser soltou ele teria cometido o mesmo crimes mais uma vez. Ele também é investigado por dois homicídios. Suspeito ainda é investigado por dois homicídios
Divulgação/SSP-TO
Um homem de 29 anos foi preso em Gurupi, no sul do estado, após descumprir medida protetiva pelo crime de violência doméstica. Ele teria batido na ex-namorada, em pessoas da família dela e até em amigos. O suspeito também passagens pela polícia por duas tentativas de homicídios.
📱 Participe do canal do g1 TO no WhatsApp e receba as notícias no celular.
Os crimes foram registrados em Colinas do Tocantins, na região centro-norte do estado. A vítima foi agredida fisicamente, sofreu ameaças e perseguição. As mesmas ações contra a ex-namorada também se estenderam aos parentes e amigos dela.
A responsável pelo caso, delegada Olodes Nobre, titular da 4ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (DEAMV – Colinas), explicou que o suspeito chegou a ser preso. Mas foi solto e voltou a cometer os mesmos crimes contra a ex-namorada.
“Por conta das agressões, ameaças e perseguições, o homem foi preso ainda no início do mês de maio, mas alguns dias depois obteve liberdade. Porém, já no último dia 19 do mesmo mês, ele novamente praticou lesões corporais e ameaças contra a mesma vítima, sendo novamente decretada sua prisão cautelar”, explicou.
A delegada ainda disse que esse é um padrão frequente com mulheres que se relacionam com investigados por violência doméstica. “Quando mulheres que se relacionam amorosamente com o investigado decidem por um ponto final no relacionamento, ele fica extremamente violento e passa a praticar ameaças com arma de fogo, chegando a efetuar disparos, além de perseguir e praticar lesões corporais contra as vítimas, por não não aceitar o rompimento das relações”.
LEIA TAMBÉM:
Justiça nega liberdade a empresário suspeito de atropelar e matar jovem que parou para ajudar vítima de acidente
Motociclista que atropelou e matou idoso após empinar moto em avenida é localizado pela polícia; VÍDEO
Funcionário é suspeito de furtar peças de loja e revender para ferro velho
Segundo Olodes, a prisão do investigado traz segurança aos envolvidos no caso, já que as ações parecem um tipo de vingança do suspeito contra todos que fazem parte do ciclo familiar e de amizades da vítima.
“Todos acabaram sendo vítimas de crimes praticados no contexto de violência doméstica e sofreram danos a sua integridade física e psicológica, tão somente pelos caprichos de um homem que não aceitou o fim de um relacionamento e decidiu se vingar de todos”, disse a delegada.
O suspeito foi preso no dia 4 de junho em Gurupi e recambiado para a Unidade Penal Colinas do Tocantins. Mas o caso foi divulgado nesta quarta-feira (12). Após o fim das investigações, a Polícia Civil vai enviar o inquérito ao Poder Judiciário e Ministério Público para as medidas cabíveis.
*Arthur Girão é integrante do programa de estágio entre o Grupo Jaime Câmara e Universidade Federal do Tocantins (UFT), sob supervisão de Patricio Reis.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins