Pato Fu rebobina 17 músicas em álbum gravado em Belo Horizonte em show sinfônico com a Orquestra Ouro Preto

0
13

Com arranjos inéditos de Paulo Malheiros, o disco ao vivo ‘Rotorquestra de liquidificafu’ tem lançamento programado para 21 de junho. Fernanda Takai, com o maestro Rodrigo Toffolo ao fundo, em número do show gravado em outubro de 2022 no Palácio das Artes, em Belo Horizonte
Paschoal Barbara / Divulgação
♪ Banda mineira formada em 1992 em Belo Horizonte (MG), Pato Fu festejou 30 anos de atividade em 2022 com série de shows sinfônicos feitos com a Orquestra Ouro Preto por cidades de Minas Gerais.
Sob a regência do maestro Rodrigo Toffolo, a sinfônica mineira se uniu a Fernanda Takai (voz), John Ulhoa (guitarra), Ricardo Koctus (baixo), Richard Neves (teclados) e Xande Tamietti (bateria) para rebobinar músicas do repertório do grupo em roteiro que incluiu Ando meio desligado (Arnaldo Baptista, Sérgio Dias e Rita Lee, 1970), Spoc (John Ulhoa, 1995), Água (John Ulhoa, 1996), Perdendo dentes (John Ulhoa e Fernanda Takai, 1999), Eu (Frank Jorge, Marcelo Birck, Alexandre Ograndi e Carlo Pianta, 2001) e Simplicidade (John Ulhoa, 2005), entre outros temas.
Intitulado Rotorquestra de liquidificafu, em alusão ao nome do primeiro álbum da banda, Rotomusic de liquidificapum (1993), o concerto foi gravado na apresentação feita em 14 de outubro de 2022 no Palácio das Artes, na cidade de Belo Horizonte (MG), para gerar disco ao vivo.
Com lançamento programado para 21 de junho, o álbum Rotorquestra de liquidificafu reapresenta 17 músicas com arranjos de Paulo Malheiros.
Para celebrar o lançamento do disco, o Pato Fu e a Orquestra Ouro Preto saem do circuito mineiro e fazem o show sinfônico em 22 de junho na Praia de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), em apresentação gratuita.

Fonte: G1 Entretenimento